A mudança climática mata muitas crias da maior colónia de pinguins de Magalhães

A mudança climática mata muitas crias da maior colónia de pinguins de Magalhães

Cerca de 200.000 casais de pinguins de Magalhães (Spheniscus magellanicus) aninham anualmente em Punta Tombo, na Argentina. Nesta colónia, a maior do mundo, uma equipa de cientistas da Universidade de Washington estudou 3 500 pintos nascidos entre 1983 e 2010. Em cada ano 7% deles morreu de hipotermia, devido tempestades que a mudança climática tornou mais frequentes e intensas.

Os resultados do estudo, publicado esta semana na revista PLoS ONE, mostram que a mudança climática não só produz mortes indiretas entre estas aves, privando-as de alimentos, mas também as afecta diretamente através do incremento das tempestades.

Mais informação: http://www.washington.edu/news/2014/01/29/deaths-attributed-directly-to-climate-change-cast-pall-over-penguins/

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.