As medusas não têm aumentado nos últimos dois séculos

As medusas não têm aumentado nos últimos dois séculos

Segundo um estudo internacional liderado pelo Consejo Superior de Investigaciones  Científicas (CSIC) de Espanha, não há nenhuma evidência clara de que houve um aumento global do número de medusas nos últimos dois séculos. O trabalho, publicado na última edição da revista PNAS, sugere que a proliferação desses animais e seu impacto visível nas praias ao redor do mundo nos últimos anos são resultado de “fenómenos cíclicos globais”.

O estudo, conduzido pelo Global Jellyfish Group, um consórcio de 30 especialistas em organismos gelatinosos, climatologia, oceanografia e socioeconomia, co-liderado pelo CSIC e financiado pela National Science Foundation (EUA) mostra que as populações de medusas mudam em função de flutuações sincrónicas com períodos sucessivos de aumento e diminuição. O último período de aumento global ocorreu entre 1995 e 2005, e isso, de acordo com os pesquisadores, levou à percepção de que a proliferação de medusas foram aumentando devido aos impactos globais.

Mais informação: http://bit.ly/WmCtV6

Tags:
No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.