O sistema de gestão das pescas de quotas e os TAC induzem maiores taxas de rejeições

O sistema de gestão das pescas de quotas e os TAC induzem maiores taxas de rejeições

Um artigo publicado recentemente no ICES Journal of Marine Science, que analisa 14 pescarias em diferentes mares regionais europeus, como o Mar do Norte, Mar Báltico, as águas Ibero-Atlânticas e o Mar Mediterrâneo, indica que o sistema de gestão das pescas por quotas e os totais admissíveis de capturas (TAC) induzem maiores taxas de rejeições.

O artigo é resultado do projeto BADMINTON Europeu (Bycatch e descartes: indicadores para a gestão, tendências e localização, referência EUI2009-04022), que visa o conhecimento dos padrões e fatores das rejeições nas pescarias europeias. O estudo foi liderado pelo Institute for Marine Resources & Ecosystem Studies (IMARES) da Holanda e nele participaram investigadores da Holanda, Islândia, Grécia, Espanha, Reino Unido, França e Dinamarca.

Mais Informação: http://www.ieo.es

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.