Portugal tem proibido a pesca de arrasto em uma área quatro vezes maior que da Península Ibérica

Portugal tem proibido a pesca de arrasto em uma área quatro vezes maior que da Península Ibérica

O Governo Português proibiu por decreto todos os tipos de pesca de fundo, exceto o espinhel, que é autorizado sob certas condições, em uma área de 2.280.000 km2, a fim de promover a pesca sustentável e a conservação dos ecossistemas marinhos de profundidade.

Além disso, o decreto visa também contribuir para o registo de informações sobre os ecossistemas marinhos vulneráveis (VME), pois estabelece a recolha obrigatória de uma amostra de corais e esponjas no caso de captura acidental. Estes ecossistemas têm sido identificados como únicos e frágeis reservatórios de biodiversidade, chaves para o abrigo, reprodução e alimentação de muitos outros organismos. Embora alguns atingir mais de cem anos, o seu crescimento é muito lento, o que torna-lhes muito sensíveis aos efeitos da pesca, particularmente do arrasto.

Mais informação: http://dre.pt/pdf1sdip/2014/05/10200/0297702979.pdf

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.